terça-feira, 25 de setembro de 2007

Substituir Refeições


Às vezes, alguns pacientes, durante o momento em que estou fazendo a anamnese alimentar (hábitos cotidianos, histórico) ou explicando a orientação, me falam que não costumam fazer uma ou outra refeição, ou que preferem substituir, geralmente o jantar. Alguns por crerem que ao jantar, ganham mais peso, outros por se sentirem desconfortáveis.
Mas sempre explico que uma orientação nutricional parte dos seguintes princípios:

- estado global
- necessidades energéticas
- necessidades específicas (vitaminas e minerais)
- restrições, nos casos em que o paciente apresenta alguma patologia
- e, principalmente, o hábito alimentar pessoal, a preferência.
Porém hoje vou me deter nas necessidades energéticas para explicar como devem ser feitas as "substituições".
Quando faço uma orientação, me baseio em todos os quesitos acima, e as necessidades energéticas eu obtenho através de fórmulas e, claro, do estilo de vida que cada paciente possui.
Por exemplo: se tenho dois indivíduos, com a mesma idade, sexo e estatura, mas um exerce uma atividade burocrática, de escritório, e outro uma atividade mais "braçal", como um operário, qual dos dois teria maior gasto energético no final do dia? O que exerce a atividade mais extenuante, o operário. E, se tivermos dois indivíduos, mesma idade, mesma atividade física, mesma estatura, porém de sexo opostos? O homem teria um gasto energético maior ao longo do dia, uma vez que sua taxa de metabolismo é maior.

Bem, tendo todos os dados e o valor energético da orientação, deixo claro que o mais importante é o indivíduo atingir o valor total de consumo, mas que dentro deste "crédito", ele valorize determinadas refeições para obter alguns nutrientes, como café-da-manhã e almoço.

Então, substituir um jantar por outra refeição, não é o problema, o problema esta na qualidade desta refeição.
Quando você opta por um sanduíche, você deve ter em mente que ao deixar ao jantar, você esta reduzindo as possibilidades de consumir mais fibras, minerais, vitaminas, presentes nas verduras, legumes e alguns cereais.
Ao fazer seu sanduíche, opte por alguns ingredientes que contenham esses itens, como pães integrais, legumes crus (cenoura, beterraba, etc), verduras (alface, rúcula etc), azeite, queijos brancos, carnes magras (frango, chester, peru etc). Assim, estará fornecendo ao seu organismo ingredientes importantes e fazendo uma refeição mais leve, que auxiliará na redução de peso, caso esteja fazendo algum programa para este fim
.

Mas lembre-se: o importante é atingir suas necessidades, ou seja, consumir a quantidade e qualidade ideal para a manutenção corporal.

Nenhum comentário: