terça-feira, 9 de outubro de 2007

Taxa Metabólica Basal (TMB)...


Muitas pessoas quando vão ao meu consultório costumam perguntar se a dieta que vão consumir terá 1000 Kcal...500 Kcal... e quando faço toda a avaliação, algumas se surpreendem, pois a dieta apresenta 1900...2000 ou até mais calorias.
E, claro, querem saber porque, e quando cito o termo "Taxa Metabólica Basal" (TMB), muitas ficam com aquela expressão "O quê que ele tá falando?"
Então vamos lá.
TMB seria um índice, um valor mínimo, individual, que mostra, de acordo com nossas características (sexo, idade, altura etc.). O valor da TMB inclui até mesmo a energia que é gasta quando estamos em repouso, dormindo. Sim, até mesmo quando dormimos estamos consumindo energia, obviamente em menor escala, mas estamos. O corpo gasta energia na manutenção da temperatura corporal, na manutenção das funções orgânicas (ex.: o cérebro não pára de funcionar quando dormimos e sua fonte principal de energia provém da glicose disponível no sangue), ou seja, até mesmo no momento mais tranquilo de nossos dias, estamos gastando energia (uma boa notícia para os preguiçosos), mas um gasto irrelevante.
Alguns fatores interferem na TMB, entre eles estão nossos hábitos, nossas tarefas cotidianas, como trabalhar, estudar, fazer atividades físicas, fumar, estar ou não doente etc. E, quando um nutricionista elabora uma orientação nutricional, ele não visa apenas a redução de peso, mas sim o equilíbrio entre o que se é gasto e o que deverá ser ofertado.
A idéia é ter ambos, gasto e consumo em valores iguais ou bem próximos.

Nenhum comentário: