segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Um Alô para os Governantes


Em uma revista médica com artigos científicos, encontrei um que me chamou a atenção.
"Hipertensão e exercício: Custos do Tratamento ambulatorial, antes e após a adoção da prática regular e orinetada de condicionamento físico", Autores: Lívia Maria de Castro Rolim; Sandra Lia do Amaral e; Henrique Luiz Monteiro.
O Artigo trata da questão dos custos que são destinados aos pacientes com hipertensão antes e após a adoção das práticas esportivas. Esse estudo foi realizado na cidade de Bauru, SP.
O que é interessante é o fato de que o estudo comprovou que pacientes com hipertensão que adotam as práticas de atividade física durante um ano não só resultou na queda da Pressão Arterial como também nos custos relacionados às consultas médicas e outros serviços em torno de 28%. Nas despesas com exames foi uma redução de 45% e na distribuição de medicamentos de 25%.
Ou seja, um trabalho de prevenção bem feito promove não apenas a qualidade de vida, mas tras ao município benefícios, pois uma vez reduzidos os custos com determinados serviços, estes poderão ser alocados em outros programas de prevenção ou na melhoria dos serviços públicos.

A prática de atividades físicas, "casada" com uma alimentação equilibrada não só reduz custos, como melhoria a saúde de qualquer inidvíduo.

Nenhum comentário: