terça-feira, 22 de abril de 2008

Estudos científicos descobrem relação entre o cálcio e a perda de peso


Ingestão diária do mineral em quantidade recomendada produz importante

diminuição da gordura corporal e ajuda no combate à obesidade

Cada vez mais a obesidade tem sido reconhecida como um problema de origem multifatorial, onde estão envolvidos fatores ambientais, nutricionais, fisiológicos e genéticos. Dentro dessa complexidade, inúmeros estudos científicos atuais apontam para fatores cada vez mais específicos, na tentativa de encontrar saídas para esse grande problema de saúde pública. Foi durante um desses estudos que um efeito “antiobesidade” do cálcio proveniente nos laticínios foi observado. Essa investigação demonstrou que uma maior ingestão de cálcio (entre 400-1000mg/dia), através da ingestão de duas porções de leite ou derivados por dia, produzia uma importante diminuição da gordura corporal.

A explicação está na atuação dos hormônios do metabolismo do cálcio, que devido a menor ingestão deste mineral exercem efeitos no metabolismo, aumentando o depósito de gordura e diminuindo sua queima. No entanto, quando há aumento da ingestão de cálcio, a ação desses hormônios é suprimida, e assim, o acúmulo de gordura é inibido e a queima estimulada. Após tais descobertas, foram feitos estudos observacionais, relacionando a ingestão de cálcio e laticínios com a gordura corporal. Esses estudos foram realizados em diferentes populações (mulheres jovens, idosas, crianças, intolerantes a lactose e obesos). De forma geral, as pesquisas mostraram que os grupos que ingeriam pouco cálcio sofreram ganho de peso e gordura corporal, enquanto que os grupos que ingeriram mais cálcio ou laticínios apresentaram perda de massa corporal em 26-40%. Notou-se ainda, que a queima de gordura foi ainda mais estimulada nos que ingeriram laticínios como fonte de cálcio, comparado com os que obtinham cálcio através de suplementos.

A presença de cálcio na dieta, principalmente através da ingestão de laticínios (3-4 porções diárias), gera um efeito “antiobesidade” através de diversas reações, inibindo ou estimulando o metabolismo de gordura. Esse novo dado reforça a importância do cálcio na nossa dieta, através da ingestão de leite e derivados, que são importantes fontes desse mineral.

Nenhum comentário: