terça-feira, 1 de abril de 2008

Parte I - Serotonina

É um dos maiores parceiros no sucesso de uma reeducação alimentar. Em minhas consultas tento sempre mostrar aos meus pacientes que mais importante que alcançar um objetivo é ser feliz.
Claro, quando alcançamos nossos objetivos, nossa felicidade se completa, mas de que adiantaria passar semanas, meses numa dedicação infeliz para se alegrar apenas no final?
Acredito que devemos ser felizes durante todo o caminho, não apenas num momento.
Mas qual a relação da serotonina com tudo isso?
Bem, não acho que numa única coluna eu possa dizer tudo o que desejo, mas vou dar o pontapé.
Para o sucesso de uma reeducação, aconselho a todos os meus pacientes que faça alguma atividade física. Porque?
· A atividade física aumenta a sensibilidade à insulina e a capacidade de absorver os nutrientes;
· Atividade física, principalmente pela manhã, garante a permanência da massa muscular e a boa sensibilidade à insulina, fato que melhora a nutrição celular com menos ingestão;
· A atividade física produz colesterol de alta densidade (HDL), facilitando a produção de hormônios como serotonina e dopamina.
A serotonina é um neurotransmissor importante no equilíbrio do humor. Na falta desse neurotransmissor, ou diminuição dos seus níveis, podem aparecer sintomas como depressão, apatia, mau humor ou patologias muito sérias como TOC -Transtorno Obsessivo Compulsivo.
Então, quando você faz alguma atividade física, você coopera para sua felicidade. Mas olha que coisa boa também, quando você faz atividade física e faz uma boa alimentação junto, esta formação aumenta, porque alguns alimentos favorecem a produção deste hormônio, carnes magras e peixes por exemplo.
Quando você esta feliz, sua auto-estima melhora. Você passa a se enxergar melhor.
Há um provérbio que diz:
O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate
Pv 15.13
Em breve trago mais informações.
Até logo!

Nenhum comentário: