domingo, 31 de agosto de 2008

Como Nasceram os Nutricionistas... uma paródia dos primeiros dias em Homenagem ao Dia do Nutricionistas


E Deus "povoou" a Terra com brócolis e couve-flor, espinafre, milho e hortaliças de todas as espécies para que o homem e a mulher pudessem viver longas e saudáveis vidas.

E Satanás criou o McDonald's e a promoção de dois BigMacs a cinco reais.

E Satanás disse ao Homem: "Queres as batatas fritas com quê?"

E o homem disse: "Na promoção, com Coca-cola, catchup e mostarda".

E o homem engordou cinco quilos.

E Deus criou o iogurte saudável, para que a mulher pudesse manter a forma esbelta de que o homem tanto gostava.

E Satanás criou o chocolate. E a Mulher engordou cinco quilos.

E Deus disse: "Experimentem a minha salada".

E Satanás disse: "Coloquem mussarela de búfala, frutas doces e maionese.

Fica uma delícia."

E a Mulher engordou 10kg.

E Deus disse: "Enviei-vos bons e saudáveis vegetais e o azeite para que vos possam cozinhar".

E Satanás inventou a gordura hidrogenada, a galinha frita e o peixe frito.

E o homem ganhou dez quilos e os níveis de colesterol bateram no teto.

E Deus criou os sapatos de corrida, e o homem perdeu aqueles quilos extras.

E Satanás criou a televisão a cabo com controle remoto para que o homem não tivesse de se levantar para mudar de canal.

E o homem ganhou mais vinte quilos.

E o homem teve um ataque cardíaco.

E Deus criou a intervenção cirúrgica cardíaca.

E Satanás criou o sistema de saúde brasileiro...

Mas Deus salvou o homem lhe dando nova chance... nomeou seus representantes e os mandou para a terra...

Nós, NUTRICIONISTAS!!!


31 de Agosto,

Dia do Nutricionista

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Chocolate Meio-Amargo Ajuda a Controlar a Pressão


Depois de um bom tempo sem postar matérias sobre alimentação, achei um bom tema para colocar no BLOG: CHOCOLATE. Recentemente saiu a notícia de que o consumo de chocolate faz bem ao coração, ou seja, auxilia no controle da Pressão Arterial. Veja a seguir uma das matérias publicadas:

Comer alguns gramas de chocolate meio-amargo enriquecido por dia durante duas semanas pode ajudar a reduzir os riscos de doenças cardíacas, sugere um estudo publicado na edição de setembro da revista científica Journal of Nutrition.

Segundo a pesquisa, compostos conhecidos como flavonóides, presentes no cacau, principal ingrediente do chocolate, seriam os responsáveis pela ação benéfica do alimento.

Isso porque os flavonóides impulsionam o aumento da produção de óxido nítrico - uma substância química produzida pelo corpo que atua no relaxamento e dilatação das artérias.

O consumo de chocolate enriquecido com os compostos ajudaria na redução da pressão sangüínea e da resistência à insulina - fatores que contribuem para diminuir o risco de doenças cardíacas.

"Nossa descoberta sugere que uma dieta com alimentos à base de cacau ricos em flavonóides e pouco calóricos podem ter um impacto positivo nos fatores de risco das doenças cardíacas", diz o estudo.

Impacto

A pesquisa das universidades de L'Aquila, na Itália, e Tufts, em Boston, foi feita com base nas informações de 11 homens e oito mulheres que apresentavam problemas de pressão alta e resistência à insulina.

As pessoas foram divididas em dois grupos: o primeiro teve direito a comer 6 g diárias de chocolate meio-amargo diariamente durante duas semanas; o segundo, a mesma quantidade de chocolate branco.

Depois de 15 dias, os pesquisadores observaram que a pressão sangüínea dos primeiros caiu de maneira significativa, enquanto entre os segundos nenhuma mudança foi verificada.

Pesquisas anteriores já haviam indicado os benefícios do cacau enriquecido com flavonóides na redução do risco de problemas cardíacos.

No entanto, os pesquisadores ressaltam que a pesquisa atual demonstra os efeitos a curto prazo do consumo dessas substâncias na prevenção de doenças cardíacas.

Mas June Davison, especialista da British Heart Foundation (BHF), que trabalha para combater doenças cardíacas, afirmou que é preciso ter cautela com a dieta.

"É importante lembrar que o chocolate é normalmente parte do problema de saúde cardíaca, não a solução", disse.

"Todo mundo pode aproveitar um chocolate de vez em quando. No entanto, comer cinco porções de frutas e vegetais é a melhor maneira de consumir antioxidantes sem ter que se preocupar com a gordura e o açúcar do chocolate", concluiu.


Gosto de ler reportagens assim, que não só mostram os benefícios, mas mostram também os cuidados a serem tomados. Toda decisão implica numa responsabilidade. E liberar o consumo de chocolate para pacientes hipertensos é uma delas. Mesmo que este seja o meio-amargo. mas convenhamos, será que a maioria dos chocólatras consomem apenas este tipo de chocolate? Será que não é possível abrir excessões? É como dizer a uma pessoa que ela só deve comer verduras e legumes, sem sal, sem azeite..sem graça! E abandonar arroz, feijão, carne etc...
É absurdo e irresponsabilidade de quem determina esse tipo de "castigo".
Meus pacientes devem saber que se há uma coisa que não abro mão é de ser feliz. Comer implica satisfação, felicidade, prazer. Se você é orientado a comer aquilo que não gosta, não tem prazer e abandona, mas quando você é orientado a comer de tudo (desde que não exista alguma restrição decorrente de patologia), porém com moderação, cuidados e ainda vê os resultados, bem, aí você tem prazer. Boa alimentação é o caminho. Equilíbrio... em tudo!

Homem Que é Homem (HQEH)

Este país foi feito por Homens que eram Homens. Os desbravadores do nosso interior bravio não tinham nem jeans, quanto mais do Pierre Cardin, Armani ou Calvin Klein.

O que seria deste país se Dom Pedro I tivesse se atrasado no dia 7 em algum cabeleireiro, fazendo massagem facial e cortando o cabelo à navalha? E se tivesse gritado, em vez de "Independência ou morte", "Independência ou Alternativa Viável, Levando em Consideração Todas as Variáveis!"? Você pode imaginar o Rui Barbosa de sunga de crochê? O José do Patrocínio de colant? O Tiradentes de kaftan e brinco numa orelha só? Homens que eram Homens eram os bandeirantes. Como se sabe, antes de partir numa expedição, os bandeirantes subiam num morro em São Paulo e abriam a braguilha.

Esperavam até ter uma ereção e depois seguiam na direção que o pau apontasse.

Profissão para um HQEH é motorista de caminhão. Daqueles que, depois de comer um mocotó com duas Malzibier, dormem na estrada e, se sentem falta de mulher, ligam o motor e trepam com o radiador.

No futebol HQEH é beque central, cabeça-de-área ou centroavante. Meio-de-campo é coisa de boiola. Aliás, essa coisa de chamar v... de boiola não é coisa de HQEH. HQEH chama v...de v... mesmo e pronto.

Mulher do amigo de Homem que é Homen é homem. HQEH não tem amizade colorida, que é a sacanagem por outros meios. HQEH não tem um relacionamento adulto, de confiança mútua, cada um respeitando a liberdade do outro, numa transa assim, extraconjugal, mas assumida, entende? Coisa dessa geração que chama a isso de relacionamento aberto. Que isso é papo de muIher pra dar pra todo mundo.

HQEH acha que movimento gay é coisa de v...

HQEH nunca vai a vernissage, muito menos em mostra de arte moderna, que aliás, não serve pra nada, a não ser reunir um monte de v... num mesmo local.

HQEH não está lendo a Capricho (se o HQEH tem menos de 16 anos), Nova Cosmopolitan (se tem entre 16 e 30 anos) ou a Marie Claire ( se tem mais de 30 anos), não leu Capricho, não está lendo a Nova, muito menos lerá a Marie Claire.

HQEH diz que não tem preconceito, mas que se um dia estivesse numa mesma sala com todas as cantoras da MPB, não desencostaria da parede.

Coisas que você jamais encontrará em um HQEH: batom neutro para lábios ressequidos, pastilhas para refrescar o hálito, o telefone do Gabeira, entradas para um espetáculo de mímica.

Coisas que você jamais deve dizer a um HQEH: "Ton sur ton", "Vamos ao balé?", "Prove estas cebolinhas".

Coisas que você jamais vai ouvir um HQEH dizer: "Assumir", "Amei", "Minha porção mulher", "Acho que o bordeau fica melhor no sofá e a ráfia em cima do puf.

Não convide para a mesma mesa: um HQEH e o Silvinho.

Luis Fernando Veríssimo

Auto-Homenagem


O texto a seguir é uma brincadeira, mas gosto muito...

Nutricionista não se apaixona... alimenta sentimentos.
*Nutricionista não tem foguinho... tem fogão.
Nutricionista não faz exercício... queima calorias.
Nutricionista não bebe... lesa as células hepáticas.
Nutricionista não come doce... ingere CHO (carboidratos) de alto índice glicêmico.
Nutricionista não lava louça... higieniza utensílios.
Nutricionista não faz comida... ensina a comer.
Nutricionista não tem dor de estômago... tem desconforto gástrico.
Nutricionista não toma remédio... utiliza fármacos.
Nutricionista não tem IMC normal... é eutrófico

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O Custo da Gratidão


Qual será o melhor método para se ensinar a virtude da gratidão aos filhos? Haverá uma fórmula especial que dê resultado garantido? Por vezes, o mais acertado provém de uma tomada de atitude, que determina um período de reflexão. Mais ou menos como aconteceu com aquele garoto aos seus 13 anos.
Ele e o pai costumavam passear juntos aos sábados. Nada espetacular. Simplesmente uma ida ao parque, ou à marina para olhar os barcos. Por vezes, uma visita em lojas de bugigangas, só para comprar aparelhos eletrônicos baratos, para desmontá-los ao chegar em casa e verificar seu sistema de funcionamento.
Algumas vezes havia uma parada na sorveteria.
Randal nunca sabia se o pai iria ou não parar na sorveteria. Por isso, esperava ansioso, na volta para casa, que o pai enveredasse por aquela esquina decisiva.
A esquina que significava animação e água na boca. O pai do garoto, por vezes, tomava o caminho mais longo. Dizia que era para mudar um pouco o trajeto. Em verdade, parecia um jogo, onde ele ficava testando o autocontrole do filho. Quando chegava na esquina, ele oferecia: Quer um sorvete de casquinha? O garoto pedia sorvete de chocolate, e o pai, de creme. Andavam devagar até o carro e ficavam saboreando o sorvete. Para o garoto, aquilo era o paraíso. Certo dia, em que rumando para casa, passavam pela esquina, o pai perguntou: e aí, quer um sorvete de casquinha hoje? Boa pedida! Disse Randal. Também acho, concordou o pai. Não quer pagar hoje? O sorvete custava então vinte centavos. A cabeça de Randal começou a girar. Ele podia pagar. Ganhava uma mesada semanal de vinte e cinco centavos, mais uns trocados por serviços eventuais. Mas ele queria economizar. Economizar era importante.
E, por se tratar do seu dinheiro, Randal achou que sorvete não era um bom investimento. E aí ele disse as palavras mais feias que podia ter dito naquele momento: bom, nesse caso, acho que vou desistir.
A resposta do pai foi lacônica.
Concordou e começou a andar em direção ao carro estacionado. Assim que fizeram a curva a caminho de casa, o garoto percebeu o quanto estava errado. Como ele pudera ser tão mesquinho? Seu pai já perdera a conta de quantos sorvetes lhe pagara e ele nunca comprara nenhum para ele. Como ele pudera perder aquela oportunidade rara de dar alguma coisa àquele pai tão generoso?
Pediu ao pai que voltasse. Em vão. Randal ficou se sentindo péssimo por seu egoísmo, sua ingratidão. Foram para casa. Aquela semana foi terrível, longa, angustiante. O pai não agiu como se estivesse desapontado ou desiludido. Contudo, o garoto pensava e pensava.
No final de semana seguinte, quando fizeram o novo passeio, ele fez questão de conduzir o pai até à sorveteria e lhe oferecer, sorrindo: pai, quer um sorvete de casquinha hoje? Eu pago!
Naqueles dias, Randal aprendeu que a generosidade tem mão dupla; que a gratidão algumas vezes custa um pouco mais do que um simples "obrigado". No seu caso específico, lhe custou vinte centavos. E lhe valeu uma lição para a vida.
No processo da educação, quase sempre um gesto tem efeito mais poderoso do que muitas palavras. A sabedoria está, para o educador, em saber usar as palavras certas, nos momentos adequados e a utilizar a eloqüência do silêncio, nas horas precisas.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

A Real Beleza Feminina...

Eleições...


Brasileiro sempre teve mania de reclamar dos seus governantes.

Reclamava dos administradores das Sesmarias e das Capitanias Hereditárias; dos governadores gerais e dos imperadores.

Reclamava dos presidentes da Velha República e da República Velha, dos militares, de Sarney, de Collor, de Itamar, de FHC, e, agora, reclama de Lula.

Não reclamaram de Tancredo Neves porque ele morreu antes da posse!

Nas próximas eleições, vamos ter um novo presidente, um novo governador, outros deputados... ou os mesmos!

Mas o povo vai continuar a reclamar.

Sabe por quê?

Porque o problema não está nos deputados, senadores, prefeitos, governadores, presidente, funcionários...

O problema está naquele que reclama: você, eu... nós!

O problema está no brasileiro.

Afinal, o que se poderia esperar de um povo que sempre dá um jeitinho?

Um povo que valoriza o esperto e não o sábio?

Um povo que aplaude o vencedor do Big Brother, mas não sabe o nome de um escritor brasileiro?

Um povo que admira o pobre que fica rico da noite para o dia!

Ri, quando consegue puxar TV a cabo do vizinho!

Sonega tudo o que pode e, quando pode, sonega até o que não pode!

O que esperar de um povo que não sabe o que é pontualidade?

Joga lixo na rua e reclama da sujeira?

O que esperar de um povo que não valoriza a leitura?

O que esperar de um povo que finge dormir, quando um idoso entra no ônibus?

Prioriza o carro ao pedestre?

O que dizer de um povo que elege o Maluf de novo ou elege o Clodovil?

O problema do Brasil não são os políticos; são os brasileiros!

Os políticos não se elegeram, fomos nós que votamos neles.

Político não faz concurso, ganha votos: o seu e o meu!

Páre de RECLAMAR e pense um pouco mais quando escolher seu candidato... do contrário, não reclame depois do seu candidato!

Não RECLAME quando ele votar em causa própria, aumentado o próprio salário, as ajudas de custo, a contratação de parentes e de não-parentes que muitas vezes nunca trabalharam (laranjas).

Não RECLAME que sua rua está ruim, a coleta de lixo deficiente, que faltam médicos no posto de saúde, que seu filho não tem uma boa escola, que faltam professores etc...

Pense bem, escolha seu candidato com consciência e não pelo que ele faz para conseguir seu voto. Avalie a vida dele, os projetos que ele possui. O que mais existe nas Campanhas Políticas são "magos", "bruxos"...gente que promete sempre a mesma coisa: "mais saúde" "mais educação" "eu vou acabar com a corrupção" etc. Mas político com proposta séria...

Pense bem, senão, terá que esperar mais 4 anos, desta vez, de "Bico fechado".

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Maiô "milagroso" tem sido atrelado a recentes recordes

Se você também está surpreso(a) com os recordes batidos na natação nesta Olimpíada, não se preocupe, você não está só! Estou literalmente fascinado com tudo que tem ocorrido nestes primeiros dias dos Jogos Olimpícos e, confesso, minha admiração por este novo ícone do esporte mundial, Michael Phelps! Um exemplo de determinação fantástico!
"A menos que os chineses tenham errado acidentalmente na medida e construído uma piscina de 49 metros, não existe uma explicação simples para tamanha fartura de recordes mundiais na natação estabelecidos na Olimpíada de Pequim, nesta semana. Recordes normalmente nunca duram muito na natação, mas com 16 deles já riscados dos livros em quatro dias e muitos outros esperados pela frente, o Cubo d'Água parece um fabuloso rio de ouro.

Várias teorias estão surgindo para explicar o fenômeno. Avançadas técnicas de treinamento, melhores dietas (é nóis! rs), novas tecnologias na confecção dos maiôs, piscinas que eliminam ondas e reduzem turbulência na água e até mesmo golfinhos para ensinar os melhores movimentos para impulsionar as pernas sob a água são alguns dos fatores listados para justificar o número expressivo de marcas quebradas.

A teoria mais popular para o fluxo de recordes em Pequim é a introdução do maiô LZR, da Speedo, que foi desenhado com ajuda da Nasa, a agência espacial norte-americana. Os maiôs mantêm os nadadores em um tipo de espartilho grudado. Assim, os atletas garantem um melhor posicionamento do corpo na água por mais tempo e conseguem reduzir os efeitos do arrasto.

Cientistas independentes e executivos da Speedo não têm sido capazes de apresentar uma evidência real de que o maiô realmente ajude, mas com mais de 50 recordes pulverizados somente neste ano por atletas vestidos com o equipamento, quase todo mundo pensa que não pode ser coincidência. "Acredito que o maiô mudou as coisas um pouco, mas os bons são bons de qualquer jeito", diz Jack Bauerle, técnico da natação dos Estados Unidos.

A piscina de Pequim tem três metros de profundidade, 50 cm mais que a de Atenas, utilizada na última Olimpíada. Ao contrário de outras, que têm uma parte mais funda e outra mais rasa, no Cubo d'Água não há variação, o que reduz turbulência. A água nos lados da piscina vai para as bordas, entra no deque e é drenada para fora ao invés de voltar. Na divisória entre as raias, as "cordas" passaram a ser desenhadas para aparar ondas entre elas. A água é mantida a uma temperatura constante e tratada com filtros que melhoram a visibilidade e tiram o gosto e o cheiro, além de evitar os olhos vermelhos por causa do cloro.

Do lado de fora da piscina, os blocos de largada são desenhados para ajudar os nadadores, em ângulos que dão a eles a chance de voar na partida. "Esta piscina é muito rápida", disse Bob Bowman, o técnico pessoal de Michael Phelps. "Nós também temos os maiôs, que estão ajudando. Penso que toda essa combinação de coisas está agitando todo mundo. Eles também estão nadando mais agressivamente, estão arriscando mais do que antigamente. Mas penso que o que mudou tão dramaticamente foram as expectativas das pessoas", completou. "

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

As Mentiras que os Homens Contam


Nós nunca mentimos.

Quando mentimos, é para o bem de vocês. Verdade.

Começa na infância, quando a gente diz para a mãe que está sentindo uma coisa estranha, bem aqui, e não pode ir à aula sob pena de morrer no caminho. Se fôssemos sinceros e disséssemos que não tínhamos feito a lição de casa e por isso não podíamos enfrentar a professora a mãe teria uma grande decepção. Assim, lhe dávamos a alegria de se preocupar conosco, que é a coisa que mãe mais gosta, e a poupávamos de descobrir a nossa falta de caráter. Melhor um doente do que um vagabundo. E se ela não acreditasse, e nos mandasse ir à escola de qualquer jeito, ainda tínhamos um trunfo sentimental. "Então vou ter que inventar uma história para a professora", querendo dizer vou ter que mentir para outra mulher como se ela fosse você. "Está bem, fica em casa estudando!" E ficávamos em casa, fazendo tudo menos estudar, dando-lhe todas as razões para dizer que não nos agüentava mais, que é outra coisa que mãe também adora.

A primeira namorada. Mentíamos para preservar nosso orgulho, certo?

- Não, não, eu estava passando por acaso. Você acha que eu fico rondando a sua casa o dia inteiro, é?

Mas o que vocês pensariam se nós disséssemos: "Sim, sim, não posso ficar longe de você, penso em você o dia inteiro, aqueles telefonemas que você atende e ninguém fala, sou eu! Confesso, sou eu! Vamos nos casar! Eu sei que eu só tenho 12 anos e você tem 11, mas temos que nos casar! Senão eu morro. Senão eu morro!"? Vocês se assustariam, claro. A paixão nessa idade pode ser um sumidouro. Mentíamos para nos proteger do sumidouro.

Luis Fernando Veríssimo

Joseph Klimber

Precisando de Motivacao

QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO

domingo, 10 de agosto de 2008

Meu HDL tá alto! Ai Meu DEUS! Calma... leia este "post" antes de se desesperar

Bem,
de vez em quando entram pacientes em meu consultório, carregando os exames e perguntando: "Dr, meu HDL tá bom? E o meu LDL? Quem é o bom nessa história?"
Já escrevi em oportunidade anterior, mas não custa reprisar.
O HDL é o "famoso" colesterol bom. É ele quem auxilia na remoção do "mau colesterol", neste caso, o LDL. O HDL, em conjunto com o LDL, VLDL e outros subtipos (se posso chamar assim) constituem o Colesterol Total. Muitas vezes um indivíduo possui o Colesterol Total alto, acima de 200, mas na análise das "frações", observa-se, por exemplo, que o LDL esta normal e o HDL alto. Isso seria preocupante, se o paciente já possuir um histórico de cardiopatia, mas não custa lembrar que é sempre importante buscar uma orientação médica para um completo diagnóstico.
Esta tabelinha, tem apenas a função de orientar e "diminuir" um pouco a ansiedade, quem sabe não estou ajudando aqueles que sofrem da "Pressão alta na sala de espera/consultório"???
Um grande abraço e até logo.

Questionário

Olá,
este é um questionário, simples, que elaborei já a algum tempo. Acho-o bem interessante porque ajuda de forma prática aqueles que tem dúvidas quanto à qualidade de sua alimentação atualmente.
Se você é uma dessas pessoas, que não sabe se esta indo bem, mais ou menos, ou mal nas escolhas que faz ao montar seu prato, aqui tá uma boa oportunidade.
Mas atenção!
Esse teste não é definitivo. É importante que se procure um Nutricionista e faça uma avaliação mais detalhada.

Para AMAR uma Mulher...

Encontre um homem que te chame de linda em vez de gostosa.

Que te ligue de volta quando você desligar na cara dele.

Que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do seu coração.

Que permaneça acordado só para observar você dormindo.

Espere um homem que te beije na testa. Que queira te mostrar para todo mundo mesmo quando você está suada.

Que te acompanhe ao cinema para ver um romance mesmo que o preferido dele seja terror.

Que segure sua mão na frente dos amigos dele.

Encontre um homem que te ache a mulher mais bonita do mundo mesmo quando você está sem nenhuma maquiagem.

Que insista em te segurar pela cintura. Que te abrace de surpresa na frente de todos.

Que te lembra constantemente o quanto ele se preocupa com você e o quanto sortudo ele é por estar ao seu lado.

Espere um homem que com certeza está esperando por você. Que responda as suas atitudes e relação à ele.

Que vire para os amigos e diga "É ELA!"

Para AMAR uma Mulher


Para amar uma mulher é preciso saber escutar cada sorriso.

Sejam abertos ou fechados, ou apenas prenunciados.

Numa pluralidade, o valor singular.

Em seu disfarce ou sinceridade, a forma da mulher se expressar.

Quando um “não” é dito como “sim”...

Para amar uma mulher é assim: sinta cada fio do seu cabelo.

Fronteira entre a força e a delicadeza no toque macio, enxergar a aspereza as dores que ela guarda dentro do peito e querer saná-las de qualquer modo, custe o que custar, de qualquer jeito.

Para amar uma mulher faça dela o primeiro plano, tua estrela.

Entre o universo de amigos, aquele futebol, a televisão domingueira, escolher ficar com ela, surpreendê-la.

Até assumir um estilo romântico, Shakesperiano...

Sussurrar que a amará por duzentos anos, a toda hora, a vida inteira.

Porque só um poeta e uma mulher sabem o poder das palavras...

Para amar uma mulher ainda que não a entendas, aceita-a.

E a deita em teu colo no desespero.

Daquele choro sem motivo, em exagero.

E elogia aquele batom que te convida.

Daquele sem finalidade, em despedida...

Perdoa suas fraquezas, seu lado enciumado.

Compreenda que neste campo minado, se a pisares, ela explodirá.

Para amar uma mulher, não é preciso esperar...

Ela já te espera, sabe que existes.

Aceita esta poesia-palpite de uma mulher que ama, apaixonada.

Que para amar uma mulher, basta fazer com que ela se sinta amada.

(desconhecido, ao menos por mim)

O Carro Importado


Morava em Chicago um pregador batista sem muitas condições financeiras, que ganhou de seu irmão milionário um carro do último tipo...

Certa manhã, ao chegar no estacionamento para apanhá-lo, o pregador deparou com um rapazinho mal vestido, com o rosto encostado em uma das janelas do "carrão". Tendo-o cumprimentado, ouviu do rapazola a pergunta: "É seu, patrão?”. Diante da resposta afirmativa, o pregador ouviu nova pergunta: "Quanto custou?" Sua resposta surpreendeu o menino: "Não sei. Meu irmão me deu de presente". Ao ouvir isso, os olhos do menino se arregalaram surpresos. Ele pensou um pouco, e disse depois com um ar de anseio sincero: "Eu queria.., eu queria..." O pastor pensou que podia acertar como ele iria terminar a sentença -"Eu queria ter um irmão assim". Mas, em vez disso, ficou pasmo quando o menino olhou para ele e disse: "Eu queria SER um irmão assim..." Isso moveu o coração do pregador a ponto de convidar o rapaz para dar uma volta no carro. Diante disso, ele pediu para dirigirem-se à rua onde morava. Novamente, ele pensou que poderia acertar qual o desejo do rapazola - mostrar aos meninos da vizinhança a sua "conquista". Novamente enganou-se. O menino pediu-lhe que parasse por um instante num determinado ponto da rua, em frente a um velho conjunto habitacional. Desceu, prometendo voltar num instante. Depois de uns dez minutos, ele viu alguém descendo vagarosamente a escadaria sem iluminação. À sombra, desciam duas perninhas finas e tortas. Logo compreendeu que era o menino, carregando outra criança menor. Com certeza, seu irmão. Chegando à calçada, colocou-o gentilmente no chão, e disse todo empolgado: "É como eu lhe disse. É um carro novinho em folha. O irmão deu para ele. Algum dia, eu vou comprar um carro assim para você!". Eu gostaria de ser um irmão assim. E você?

Você consegue entender isso?

ANÁLISE INTERESSANTE!

Você consegue entender isso?

Vítimas da seca

Índios da Amazônia

Quantos?

10 milhões

230 mil

Sujeitos à fome?

SIM

NÃO

Passam sede?

SIM

NÃO

Subnutrição?

SIM

NÃO

ONGS estrangeiras ajudando

NENHUMA

350


Provável explicação:

A Amazônia tem: ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros) e outras inúmeras riquezas que somam 14 trilhões de dólares.

Já o nordeste: Não tem tanta riqueza. Será por isso que lá não há ONGs estrangeiras ajudando os famintos?

Há mais ONGs estrangeiras indigenistas e ambientalistas na Amazônia brasileira do que em todo o continente africano, que sofre com a fome, a sede, as guerras civis, as epidemias de AIDS e Ebola, os massacres e as minas terrestres.

Você não acha isso, no mínimo, muito suspeito?

É uma reflexão interessante...

É por amor ao próximo ou por amor à riqueza da terra?

Você pensa e decide.

Tirinha

Gordura Trans e Amamentação Não Combinam

A síndrome metabólica é um conjunto de anormalidades que compreende a coexistência variável de obesidade, hipertensão arterial, aumento da quantidade de insulina na corrente sanguínea e elevação das taxas de triglicérides, levando ao aparecimento de doenças cardiovasculares e aumentando o risco de morte em até 2,5 vezes. Esta síndrome chega a ocorrer em mais de 40% dos adultos com mais de 60 anos e não é desprezível o acometimento de adultos entre 20 e 49 anos.
A obesidade é uma doença de difícil controle, cuja prevalência aumenta a cada ano em todo o mundo. No Brasil, a obesidade infantil também é motivo de preocupação de médicos e nutricionistas. Isso porque, nos últimos 20 anos, os índices de obesidade cresceram mais de 240%. Só no Brasil, cerca de 10% das crianças são consideradas obesas.
Uma boa notícia foi a descoberta de que a obesidade infantil pode ser evitada já na amamentação. Esse foi o resultado da tese de doutorado da nutricionista Patrícia Dias de Brito, do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec) da Fiocruz, agraciada como o melhor trabalho experimental no formato pôster durante o Ganepão 2008 – III Congresso Brasileiro de Nutrição, realizado em São Paulo.
Segundo o estudo, mulheres devem ficar atentas à sua alimentação, evitando o consumo de alimentos ricos em gordura trans, especialmente durante a amamentação. Isso porque, durante a observação de ratos filhotes amamentados por mães que ingeriram grande quantidade de gordura trans, notou-se que os mesmos apresentaram maior percentual de gordura quando adultos, bem como maiores taxas de triglicerídeo e menores de HDL (colesterol bom).
As gorduras trans
As gorduras trans são formadas por meio de um processo de hidrogenação natural ou industrial e estão presentes principalmente nos alimentos industrializados e em alimentos de origem animal. As gorduras trans de origem industrial, provenientes da transformação de óleos vegetais líquidos em gordura sólida quando em temperatura ambiente, são utilizadas para melhorar a consistência dos alimentos e aumentar a vida de prateleira.
Este tipo de gordura é reconhecido fator de risco para problemas cardiovasculares. Além de afetar os níveis de colesterol, a gordura trans altera a parede dos vasos sanguíneos das artérias, sendo altamente aterogênicas. Além de todos estes riscos, a gordura trans não traz nenhum benefício, portanto, o ideal é que não seja consumida.
Segundo a Organização Mundial de Saúde, o limite diário de gordura trans sugerido para crianças é de 1 g ao dia, e para o adulto 2 g ao dia.
O estudo
Com título Dieta hiperlipídica rica em ácidos graxos trans na lactação altera a fisiologia materna e programa a composição corporal, a trigliceridemia e o perfil hormonal de ratos adultos, a tese foi elaborada após a observação de ratos, durante seis meses, amamentados por ratas alimentadas com uma ração rica em ácidos graxos trans. De acordo com a autora, as ratas que ingeriram a ração com gordura trans, embora apresentassem menor peso corporal, apresentaram maior percentual de gordura e crescimento de níveis de triglicerídeo e colesterol séricos, quando comparadas às mães que receberam dieta balanceada.
Com relação aos filhotes, os que foram amamentados por mães que ingeriram altos teores de gordura trans, mesmo seguindo uma alimentação balanceada após o desmame, apresentaram percentual maior de gordura corporal, aumento de triglicerídeo e redução do HDL-colesterol na vida adulta.
Segundo a nutricionista, esse fenômeno é denominado programação metabólica, ou seja, os ratos foram sendo programados pelas características do leite que recebiam à medida em que eram amamentados. Em uma fase em que ocorre o amadurecimento de funções orgânicas, o teor de ácidos graxos do leite deve ter sido armazenado no animal, ficando memorizadas pelo organismo.
Autor: Chico Damaso
Publicado no site: Nutritotal