sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

5 Dicas para...Mulheres

Se você é homem, deve ser um dos milhares de hipnotizados que ficam babando ao ver as curvas de uma daquelas mulheres bem saradas na televisão. Se você é mulher, deve ser uma daquelas que ficam se roendo de inveja, procurando defeito nelas e - principalmente - se perguntando: o que diabo elas fazem para ficar tão “lindas”?
Não adianta tentar trocar de canal. Elas estão como coleguinhas do Luciano Huck, como Panicats, dançando atrás do Gugu ou do Faustão e - em épocas mais áureas - até depilando gente ou realizando desejos ao vivo no palco. A questão é: porque ao invés de ficar com inveja e procurar defeitos você, mulher, não fica tão “gostosa” quanto elas?
Isso é possível e até mesmo simples, embora não seja fácil. Excluindo o fator genético - que, sim, pesa um pouco mas não é determinante - todo o restante que elas fazem você também pode fazer e, com isso, atingir resultados bastante semelhantes. E não venha me dizer que você não quer. Talvez não seja prioridade na sua vida, mas garanto que se você tivesse um corpaço não iria achar mal.
Então vamos aos cinco pontos para você ficar tão bem quanto às mulheres da televisão.

Alimentação
O primeiro passo para moldar seu corpo é comer direito. Seu corpo pode estar um “lixo” hoje, mas daqui a um ano nenhuma célula que você tem hoje estará viva para contar história. Ou seja, num curto período de tempo seu corpo se refaz completamente. E de onde ele tira matéria-prima para se recompor? Dos alimentos!
Se você come porcaria, seu corpo será uma porcaria. Se você come bons alimentos, seu corpo ficará bom. É simples assim e valida sem margem de dúvidas o ditado que diz que você é o que você come.
A regra é bem básica: alimentar-se seis vezes ao dia, não ficando sem comer por mais que três horas, e cuidando para que cada refeição contenha uma porção de proteínas, uma porção de carboidratos e pouca gordura. Em duas dessas refeições é recomendável ter uma porção de verduras e gorduras boas, como azeite de oliva. Além disso, é preciso ficar atenta para os micronutrientes, como vitaminas e sais minerais.
Acha que dá trabalho? Para mim, o que dá trabalho é ficar numa cama de hospital quando velha. Comer bem só faz bem e uma simples ida a um nutricionista pode mudar a forma como você encara a alimentação.

Exercícios
Sim, você tem que malhar para ficar gostosa. Não há como fugir disso, nem que a genética tenha sido muito boa contigo. Os exercícios devem ser acompanhados por um especialista - de preferência um personal trainner - mas basicamente devem ser exercícios aeróbicos (corrida, bicicleta, natação etc.) e exercícios de força (musculação, ginástica localizada, pilates etc.).
Os exercícios aeróbicos ativam o sistema circulatório e queimam mais gordura. Já os de força fazem os músculos crescerem e combatem a flacidez.

Descanso
É durante o sono que o corpo se molda. Se você tiver exigido do corpo com exercícios físicos e ingerido os alimentos corretos, durante a noite ele vai se recompor e se moldar de acordo com os esforços que nele você está aplicando. Se você não dorme corretamente - aquele sono tranqüilo de cerca de oito horas - não há chance para o corpo se refazer. E aí você vai ficar dando murro em ponta de faca.

Tratamentos estéticos
Em vez de ficar reclamando das celulites, das estrias e do culote e se escondendo em roupas cada vez mais largas, porque diabos você não aproveita os zilhões de tratamentos estéticos que existem para aperfeiçoar sua aparência? Você pode retirar olheiras, alisar ou encaracolar cabelos, clarear e alinhar os dentes, retirar manchas da pele, se bronzear, combater celulite, diminuir gordura localizada… enfim, nunca foi tão fácil ser bonita!
Você deve estar pensando: isso vai custar dinheiro. Sim, é claro, como tudo na vida. No caso das gostosas da televisão, provavelmente elas até são patrocinadas para isso. Mas a questão é saber se para você isso vale a pena ou se é melhor passar o resto da vida reclamando das celulites ao mesmo tempo em que bebe um copo de coca-cola.

Cirurgias plásticas
A plástica fica por último porque é o meio mais invasivo e perigoso de se ficar gostosa. Não defendo a plástica para soluções que podem ser consertadas por meio de alimentação, exercícios e tratamentos. Mas se você tem um nariz enorme, ou seios muito pequenos, ou qualquer outra coisa que a incomode e que não seja possível corrigir através de métodos naturais, a plástica está aí para ajudá-la.
Ou você realmente acredita que aquelas gostosas da televisão nasceram todas naquela forma?

Um comentário:

Ana Cristina disse...

As dicas são excelentes. Eu nem sabia que praticar exercícios físicos eu ficaria mais gostosa. Mas, na minha opinião, faltou dizer que a mulher tem que aprender a gostar de si mesma. A obsessão pela beleza e perfeição geram doenças terríveis.