domingo, 8 de fevereiro de 2009

Celulite Ainda é Tema de Discussão Entre o Casal

Se existe uma coisa que separa homens e mulheres em suas opiniões é celulite nos bumbuns femininos. De um lado têm-se as moçoilas entrando em pânico ao menor sinal de dobrinhas e furinhos. Do outro, homens relevando as pequenas imperfeições do corpo de suas amadas ou desejadas. Até que ponto porém é uma obsessão das mulheres?
"Acredito que seja uma questão de foco", diz a artista plástica Daniela Vaz, 37 anos. "A mulher mantém o foco na celulite. Tanto que procura no espelho até achar uma e logo vira desabafo de mesa de bar entre as amigas. Já os homens focam na bunda em sua totalidade: formato, massa e movimento".
R.I.B., advogado de 37 anos que preferiu não se identificar, considera que todo avião tem pneus. "O problema, segundo ele, é quando se trata de um pneu de trator". E aí que recai o grande problema: quando a aparência denota uma falta de amor-próprio ou desleixo por parte da pessoa?
"Acredito que a celulite seja um bode expiatório. Normalmente, a mulher que passou o ano todo sem se cuidar e está cheia de sobras indesejadas jura que não vai colocar aquele biquíni na praia por causa da tal celulite. Dentro dos limites aceitáveis, eu, como bom homem, não dou a mínima para a isso", disse Guilherme Rios, 25 anos, administrador de empresas e produtor musical.
A organizadora de eventos de 39 anos, Ana Paula Barros, concorda com essa visão. Segundo ela, somente os casos mórbidos podem impressionar negativamente um homem. "A celulite normal, tão comum nas mulheres, meio que passa despercebida por eles. Sem dúvida, as mulheres ligam mais do que os homens".
E mesmo com toda essa paranóia feminina, homens em geral nunca apontam esse problema à namorada. "Se reclamar, é um imbecil", dispara Ana Paula. Já o advogado R.I.B. acha que o assunto só pode ser levado à mulher pelo amigo gay ou por alguém descontente com a vida e que não tem coragem de saltar de um edifício.
A psicóloga Tatiana Nassif, de 29 anos, já passou pela experiência de perguntar ao namorado se ela tinha muita celulite. "Ele respondeu que sim e não era o que eu queria ouvir. Fui correndo procurar tratamentos para acabar com aquilo. Deu certo e em dois meses já estava tudo sob controle".

Opinião médica
A médica Ane Niwa, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia -Regional São Paulo (SBD RESP), atende a dezenas de mulheres em busca de salvação para as suas imperfeições nas nádegas, mesmo porque 90% das brasileiras são atingidas por esse mal."No Brasil, até por todas as suas características de país tropical, as mulheres são mais vaidosas e mais preocupadas com a questão do corpo".
E de onde surge o grande fantasma que assombra as mulheres? A médica responde: "A causa da celulite é multifatorial. Envolve hábitos alimentares, prática esportiva e fatores genéticos, hormonais e anatômicos".
Em seu consultório, a dermatologista recomenda especificamente tratamento dietético e atividade física, apesar de existirem alguns outros como mesoterapia, dermologia e até medicamentos. E complementa: "os tratamentos não fazem milagres. É um conjunto de fatores que vão ajudar a melhorar. E a tendência é a celulite voltar se a pessoa se descuida. A paciente tem que se sentir satisfeita consigo mesma e com vontade de melhorar".
Uma vez que é justamente por milagres que as mulheres correm atrás, a especialista alerta para aquelas práticas que não têm fundamento médico ou que já foram banidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), como os polifenóis de alcachofra e o infame lipostabil. Este último, moda há alguns anos, consistia em aplicações da substância em gordura localizada e sua proibição foi decretada - uma vez que podia causar infecção por bactérias e não se conseguiu definir para onde a gordura derretida ia dentro do corpo da paciente.
E já que estamos falando de diferenças entre homens e mulheres, uma das teorias que explicam o porquê das moças terem mais celulite que os rapazes reside na diferença de sua anatomia. Enquanto os septos que retém gordura no corpo feminino são perpendiculares em relação à superfície da pele, nos homens, são mais oblíquos. Ou seja, não é nossa culpa se o refrigerante e a cerveja estão liberados.
No final das contas o melhor é encarar tudo com bom humor. Daniela Vaz e suas amigas já deram nomes à suas celulites "de estimação". "Maria Cristina sumiu" ou "Maria Cristina voltou" é uma das senhas para mostrar se está tudo em cima ou se necessita de alguns pequenos reparos.
Guilherme brinca com o assunto também: "geralmente quando você é apresentado à celulite já é tarde demais". Só que quem encerra bem essa questão toda é L.M., um designer gráfico de 29 anos: "de todas as reclamações que ouvi até hoje de amigos sobre mulher, nenhuma delas foi sobre celulite". Ou seja, meninas, cuidem de seu corpo e gostem mais de si mesmas. E foquem no que é realmente importante para a relação a dois.

Por Claudio R. S. Pucci

Nenhum comentário: