sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Falta de Vitamina D na Gravidez Influi na Massa Óssea da Criança


Sua massa óssea aos nove anos de idade tem a ver com a dieta da sua mãe na gravidez?

Isto é o que pesquisadores britânicos buscaram solucionar num estudo em um centro de epidemiologia.

A insuficiência de vitamina D durante a gravidez, de acordo com a pesquisa, tem efeitos persistentes sobre a massa óssea das crianças: aos nove anos de idade os filhos de mães que ingeriram pouca vitamina D durante a gestação têm menor massa óssea total (ou conteúdo mineral ósseo). Aparentemente, a suplementação da vitamina durante a gravidez pode aumentar a concentração sérica de cálcio e vitamina D nos recém-nascidos, e também resulta mais tarde nesse aumento da massa óssea total, mas não se reflete em maior altura ou peso das crianças.

O trabalho foi realizado com pouco mais de 400 mães e seus filhos, nascidos entre 1990 e 1991. A dieta da mãe foi analisada, assim como a das crianças durante a infância — esta última mostrou que o consumo de leite e a atividade física surpreendentemente não se associaram à massa óssea total ou à área de massa óssea aos nove anos. A taxa de vitamina D no cordão umbilical, logo após o nascimento e antes da expulsão da placenta, foi usada para medir a transmissão da vitamina entre mãe e filho: baixos níveis de vitamina no cordão se associaram a menor massa óssea das crianças aos nove anos de idade.

Entre as mães, 59% usavam algum suplemento nutricional, mas apenas 15% estavam tomando vitamina D. 31% delas apresentavam insuficiência de vitamina D, sendo que 18% com níveis séricos abaixo de 11 microgramas por litro, o que se associou a menor massa óssea dos filhos aos nove anos. “Não conseguimos demonstrar efeito mensurável do status da vitamina D materno no final da gravidez ou no tamanho do recém-nascido” comentam os autores, “mas nosso estudo não diferenciou as vitaminas D das formas moleculares tipo 1 e tipo 3, portanto a melhor forma de suplementação na gravidez ainda precisa ser apurada”.

Nenhum comentário: