quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Como Emagrecer e Manter-se Magro(a) Após Perder Peso

Emagrecer é uma das tarefas mais almejadas pela nossa sociedade. Ainda assim, também parece ser das mais difíceis. Talvez apenas emagrecer não seja o mais difícil, mas sim manter-se magro depois de ter perdido peso. Está claro que a enorme variedade de dietas e soluções miraculosas não estão funcionando.

Fique longe das dietas pré-fabricadas.
Dieta do Dr. Atkins, dieta do carboidrato, dieta disso, dieta daquilo. Esqueça! A maioria dessas dietas pregam hábitos alimentares completamente loucos e que jamais serão mantidos após perder peso. Ou seja, elas não focam na reeducação alimentar. O resultado é que você irá emagrecer, mas provavelmente recuperará o peso perdido quando abandonar a dieta.
A melhor alternativa é procurar um bom nutricionista que faça uma dieta personalizada, levando em consideração seus gostos e hábitos alimentares.

Evite locais e ambientes cheios de tentações.
Se seus amigos lhe chamam para o bar e você não consegue chegar lá e pedir um refrigerante light enquanto todos tomam uma cerveja e comem frituras, não vá.
Explique o que está fazendo para os amigos, fale que precisará evitar determiandos ambientes por uns tempos (enquanto emagrece) e procure alguma atividade não engordativa para ocupar seu tempo livre. Seus amigos e familiares compreenderão.
Pratique uma atividade física.
Esta é a dica mais unânime de todas. A vantagem de fazer exercícios físicos não estão apenas relacionadas à perda de peso que proporcionam. Claro, se você pratica atividades físicas, consome calorias e emagrece. Porém, acredito que o principal benefício é a motivação.
Quando fazemos exercícios — principalmente esportes — nos sentimos mais dispostos, mais alegres e mais motivados. Isso reflete na nossa força de vontade e dedicação para emagrecer. Além disso, depois de suar a camisa, você pensará duas vezes antes de jogar todo o esforço por água abaixo comendo aquele bolo de chocolate.

Estabeleça metas e determine recompensas.
O conjunto metas/recompensas é um dos pilares da motivação pessoal. Não seria diferente com quem quer emagrecer. Estabeleça uma meta final (quantos quilos deseja perder no total) e metas parciais (por exemplo, perder 7Kg no primeiro mês).
De pouco adiantam as metas se você não receber recompensas pelo esforço realizado. De preferência, procure recompensas não comestíveis — um presente, uma roupa, uma viagem, fica a seu critério. As recompensas comestíveis (talvez um jantar no restaurante japonês) não são proibidas, mas tome cuidado para não se desmotivar. Nestes casos, faça apenas uma vez, e volte para sua dieta. Lembre-se da primeira dica — radicalismo.

Acompanhe seu emagrecimento.
Os esportistas não vivem sem as estatísticas. Estão sempre medindo seus tempos e aprimorando a técnica. Ao emagrecer, não confie na sua aparência. Se pese frequentemente, de preferência na mesma balança, no mesmo horário, com o mesmo tipo de roupa. Isto diminuirá as variações de peso e o manterá motivado — desde que não esteja abrindo exceções e pare de perder peso.

Encare a dieta como mudança de hábitos alimentares.
Se você mantiver a ideia de que “faz dieta”, quando atingir suas metas de perda de peso, voltará a comer o que comia antes e engordará. Fuja disso. Quando perguntarem se você está de dieta, diga que não. Fale que agora seus hábitos mudaram e, no dia-a-dia, você come salada e pão integral light.
Isso não significa que nunca mais poderá comer pizza, macarronada e feijoada. Depois de emagrecer o que desejava, poderá comer de tudo em festas, nos bares quando sair com os amigos e ao jantar fora com a família. Porém, sua comida do cotidiano será aquela determinada pelo nutricionista (agora não mais para perder peso, mas sim para mantê-lo).

Observações finais
A fase inicial de adaptação é bastante complicada. A primeira semana pode ser fácil, devido a motivação, mas na segunda, poderá sentir falta de tudo que comia antes — pão, bolo, biscoito, amendoim, doces. Na terceira e na quarta semanas ficar desesperado por comida.
Porém, a partir do segundo mês, adaptado à nova realidade e pode não sentir tanta falta. A lição que fica é: controle-se pois as coisas melhoram a partir do segundo ou terceiro mês.

Somos todos diferentes e “dietas prontas”, “modinhas” etc podem não funcionar para você. Mas acredito que com dedicação, força de vontade e estas dicas, muitos conseguirão emagrecer e manter-se no peso ideal.

Nenhum comentário: