sábado, 20 de março de 2010

Conte Sua História

Bem, neste post gostaria de fazer um pedido, em especial para aqueles que são meus amigos e pacientes.
Quero começar uma série de relatos, onde você vai contar como a reeducação alimentar lhe ajudou e mudou de algum modo sua vida, sua saúde, sua auto-estima.
Você poderá postar sua história nos comentários deste post ou, se preferir, enviá-lo para o E-Mail: rfontess@yahoo.com.br e coloque no campo assunto seu nome seguido da palavra "BLOG", que estarei postando seu relato.

E, para começar, vou contar o meu relato.

Os que me conhecem, sabem que passei por uma grande mudança nos últimos meses. Talves não tão grande assim, mas significativa.

Iniciei em janeiro de 2009, com uma decisão pessoal, um mudança no meu estilo de vida. Apesar de ter bons hábitos, em especial os alimentares, eu vivia de forma muito sedentária. Bem, você pode até dizer que como nutricionista, ter bons hábitos alimentares era até obrigação, mas posso lhe afirmar que estes eu já possuía muito antes de ingressar na Universidade, o que aprendi nos anos de curso na UFRJ me ajudaram sim, mas a aprimorar tudo aquilo que eu já praticava.

Porém, eu precisava rever algo a muito esquecido: a prática regular de atividades físicas. Por mais consciente que eu fosse que minha alimentação não seria fator decisivo em uma possível patologia, como diabetes, dislipidemia (colesterol ou triglicerídeos elevados), cardiopatias etc, eu sabia que para me manter "jovem", saudável, disposto e, claro, com a auto-estima inabalável, eu precisava mudar um ponto: praticar exercícios com mais frequencia, não apenas aos "finais-de-semana".

Então, iniciei um programa simples: correr, todos os dias, cerca de 8Km.

O começo foi de muita dor, literalmente... mas me culpo por não ter buscado orientação, um erro que me fez aconselhar a qualquer um que deseje iniciar a prática de correr a se orientar antes com algum professor de educação física e um cardiologista, para avaliar suas condições para tal.

Passado o período da dor, fui observando ao passar do tempo que o tempo que eu gastava para percorrer os 8Km vinha diminuindo e, o que eu já imaginava que iria ocorrer, as dores sumiam a medida que a disposição e o humor aumentavam e melhoravam.

Bem, você pode estar se perguntando: "Poxa, ele pediu relatos sobre reeducação alimentar e esta falando de atividade física?!"

De fato, até este momento eu só havia mudado um hábito. Mas percebi que podia mais e o fiz. Fiz pequenas mudanças na minha alimentação, começando pela troca do pão comum (francês, forma tradicional, sovado etc) pelo integral. Ainda consumo os demais, porém com menos frequencia. O que isso trouxe de melhora? Mais saciedade o que significa, menos fome. Menos fome, menor ingestão de calorias, menor peso. Aumentei o consumo de frutas e verduras que me deram mais disposição.

Só para ter uma idéia, as vitaminas do Complexo B estão intimamente ligadas ao sistema músculo-esquelético, melhorando agregação de protéinas e aminoácidos, mobilização de carboidratos etc. O que significa? Não preciso gastar "rios de dinheiro" com suplementos.

Mas entre as diversas mudanças que sofri, com certeza, o humor, a saúde (exames clínicos mais recentes e avaliações físicas), minha disposição e, principalmente, minha auto-estima estão muito melhores.

Agora, espero sua história.

Nenhum comentário: