quinta-feira, 15 de julho de 2010

Gota, Distúrbio do Ácido Úrico

A Gota é um distúrbio metabólico caracterizado por níveis anormalmente altos de ácido úrico – um subproduto do organismo – no sangue e nos tecidos.

O ácido úrico é encontrado na urina em pequenas quantidades (o produto de excreção principal é a uréia). Em alguns animais, como aves e répteis é o principal produto de eliminação, e é expulso com as fezes. O alto teor de nitrogênio no ácido úrico é a razão pelo qual o guano é tão valioso como fertilizante na agricultura.

No sangue humano, a concentração de ácido úrico entre 3,6 e 8,3 mg/dl é considerada normal pela Associação Médica Americana, podendo ser encontrado em níveis mais baixos nos vegetarianos. A hiperuricemia é a presença de níveis altos de ácido úrico no sangue. Considera-se que há hipouricemia, quando o ácido úrico plasmático é inferior a 2,5 mg%.

Na gota, são depositados cristais de ácido úrico nas juntas onde irão causar a chamada artrite gotosa. Eles também podem se depositar nos rins onde podem causar o aparecimento de cálculos renais (pedras). Em alguns pacientes, os altos níveis de ácido úrico são ativados por uma dieta rica em substâncias químicas chamadas purinas encontradas nas anchovas, nas nozes e em comidas de origem animal (derivadas de fígado, rins e articulações). Em outros pacientes, a própria produção corpórea de ácido úrico é simplesmente muito alta, independente da dieta deles. Isto também pode acontecer em certas desordens metabólicas genéticas hereditárias, na leucemia e no tratamento citotóxico para o câncer (quimioterapia).

Ultimamente, a gota também pode acontecer quando a excreção renal (dos rins) de ácido úrico for muito baixa. Isto acontece em algumas formas de doença dos rins, na fome crônica e no consumo excessivo de álcool. Para alguns pacientes, é uma combinação destes fatores que conduzem ao ácido úrico em excesso no corpo e conseqüentemente à gota.

Alguns dos principais fatores de risco para a gota incluem a obesidade ou o ganho súbito de peso; uma dieta rica em purina; o abuso de álcool, especialmente aqueles que bebem em excesso mas de forma inconstante; pressão alta, especialmente se tratada com drogas diuréticas (que fazem urinar); uma história familiar de gota; trauma ou grande cirurgia; e em certos tipos de câncer ou tratamentos para o câncer. Aproximadamente 90 por cento dos pacientes com gota são homens acima dos 40 anos de idade. A gota é bastante rara em mulheres jovens, e quando ocorre nelas, tipicamente aparece muitos anos depois da menopausa.
Prevenção
Você pode ajudar a prevenir a gota ingerindo uma dieta saudável, evitando o abuso de álcool (especialmente as “bebedeiras”), evitar a desidratação, a perda de peso rápida, se você for obeso, e evitar o uso de diuréticos (pílulas para urinar) se possível.

Um comentário:

jose disse...

OLá, tenho 54 anos, sou um autodidata em varios assuntos e acredito poder contribuir com a medicina pelo grande capacidade de observação que tenho.
Por favor, leia atentamente isso:
Obsevei que os tipos de canceres que pesquizei na internet o paciente apresenta com elevada taxa de ácido úrico no sangue, pois bem , essa elevada taxa de AU é consideradoa pelos médicos como uma caracteristica e não é dada a devida IMPORTANCIA; pelas evidencias tenho a convicção que o ácido úrico nada mais é qua a DEFEZA E COMBATE DO ORGANISMO AO CANCER; SERIA UMA REAÇÃO AO CANCER.
Explico:O organismo utiliza o AU como forma de dissolver e expelir o que é estranho ao organismo.
ENTÃO , O au É UM REMÉDIO QUE SE PODE UTILIZAR PARA O COMBATE AO CANCER.
Porque afirmo isso: Eu fui picado pela aquela mosca varejeira , tambem chamado de berne, pois bem, já estava grande quando tentei tira-la, mas só conseguitirar um pequeno pedaço. O organismo se encarregou de tirar o resto com formação de puz, e escorrendo liquido. Então em poucos dias tive gota, a primeira vez na vida, onde conclui que o organismo expele corpos estranhos tambem atravez do aumento de produção do ácido úrico, aonde meu motivo para pesquiza da relação AU/canceres. Um abraço