sábado, 16 de outubro de 2010

Resveratrol Contra Herpes

Uma substância presente no vinho tinto pode prevenir o alastramento do herpes labial. A descoberta foi fruto de uma pesquisa feita nos Estados Unidos, na qual se identificou um componente do vinho, chamado resveratrol (leia mais sobre resveratrol, clicando aqui), que, ao ser ministrado nos locais inflamados, impede a transmissão do vírus, com chances, ainda, de bloquear o seu desenvolvimento. Os cientistas que conduziram o estudo disseram que a técnica também deve ser usada para prevenção, podendo, futuramente, ser usada contra o herpes genital: a substância seria aplicada em camisinhas.

O herpes é incurável, mas não é fatal para adultos. Ele pode ser perigoso se transmitido para o feto durante a gravidez, causando cegueira e doenças fatais na infância. Acredita-se que 20% da população americana, por exemplo, esteja infectada pelo vírus, mas apesar disso, poucas pessoas sabem que foram contagiadas, devido à natureza assintomática da doença. O vírus pode permanecer incubado e os sintomas se manifestar esporadicamente, ao longo de dias, meses ou até mesmo anos.

Entretanto, cientistas da Universidade de Medicina do Nordeste de Ohio acreditam que a descoberta pode ajudar os médicos a controlar o vírus. Eles dizem que o resveratrol, que já é usado na proteção contra doenças cardíacas pode pará-lo. Testes feitos com uma versão modificada da substância, chamada stil-5, pararam a infecção em 99.9% dos casos.

A descoberta foi apresentada na Conferência Intercientífica sobre Quimioterapia e Agentes AntiMicróbios, em Toronto, no Canadá. Uma vacina contra o herpes genital feminino foi apresentada nesta mesma conferência por cientistas de uma empresa farmacêutica.

Nenhum comentário: