sábado, 16 de julho de 2011

Dieta Mediterrânea Acrescida de Antioxidante Reforça Proteção Contra Dano Oxidativo

Pesquisa publicada na revista AGE da American Aging Association mostrou que a dieta mediterrânea associada à suplementação de coenzima Q10 (um antioxidante) diminui os danos oxidativos ao DNA e reduz os processos de oxidação celular em indivíduos idosos. Os pesquisadores sugerem que este achado possa ser um ponto de partida para a prevenção de processos oxidativos associados ao envelhecimento.

Os pesquisadores avaliaram a extensão dos danos ao DNA, bem como os níveis de expressão de genes e proteínas relacionadas com reparo de danos ao DNA, como a proteína p53.

A Coenzima Q10 é um antioxidante que reduz o estresse oxidativo, e tem papel fundamental na bioenergética mitocondrial. "Assim, nossos resultados demonstram pela primeira vez que o consumo da dieta med + CoQ diminui os danos ao DNA induzida pela dieta em indivíduos idosos. A dieta mediterrânea por si só teve um efeito intermediário na redução dos danos, mesmo assim, ela produz menos danos do que a dieta AGS", destacam os pesquisadores.

"Nossos dados apoiam a ideia de que o consumo da dieta mediterrânica protege o DNA dos danos oxidativos e que essa proteção é reforçada pela suplementação com CoQ. Por outro lado, o consumo de dieta rica em gordura saturada induz o aumento do estresse oxidativo. Este modelo pode fornecer fundamentos para terapia adequada de doenças associadas ao aumento do estresse oxidativo, como doenças cardiovasculares, neurodegenerativas e o próprio processo de envelhecimento", concluem.

Autora: Rita de Cássia Borges de Castro
Fonte: Nutritotal

Nenhum comentário: