sábado, 28 de março de 2015

Alimentos Saudáveis

Olá,
hoje vou deixar uma lista de alimentos que podem te ajudar no seu cotidiano.

BRÓCOLIS
Devido aos bons níveis de vitaminas do complexo B, antioxidantes e magnésio, além de outros nutrientes como vitamina A, C, K, ácido fólico, cálcio, ferro, fósforo e potássio, o brócolis, assim como o agrião, rúcula e outros vegetais de cor verde escura, é um ótimo aliado de quem sofre de enxaqueca. Além disso, ele ainda atua na prevenção de outras doenças graves, como o AVC (acidente vascular cerebral) e o câncer.

OVO
Por serem ricos em vitaminas do complexo B (notadamente a B1, B2, B3, B5, B9 e B12), os ovos ajudam no combate de dores de cabeça e enxaqueca. Além disso, o alimento ainda ajuda no desenvolvimento da musculatura e na melhora da saúde dos olhos.

FRUTAS VERMELHAS 
As frutas vermelhas, além de deliciosas, ajudam no combate a dores causadas por artrite. 
Isso porque essas frutas são ricas em antocianinas, antioxidantes responsáveis pela coloração dessas frutas, que bloqueiam a inflamação e inibem enzimas relacionadas à dor.

CENOURA
Rica em antioxidantes, a cenoura ajuda no combate às dores de cabeça. Outros benefícios da cenoura são a melhora da pele e da visão.



GENGIBRE
O gengibre atua como analgésico e como anti-inflamatório natural. 
Ele ajuda no combate de enxaquecas, dores causadas por artrite e dores musculares. 
Além disso, ele ainda ajuda no alívio de enjoos, na diminuição dos gases intestinais e no tratamento de gripes e resfriados.

MELANCIA
Por possuir um ph alcalino, a melancia combate a acidez do suco gástrico, atuando positivamente sobre as dores de estômago e gastrite.

Chocolate Reduz o Estresse em Mulheres

Um estudo demonstrou que o consumo diário de 40 g de chocolate ao leite ou amargo, durante um período de duas semanas, parece ser uma forma eficaz de reduzir o estresse percebido em mulheres estudantes de medicina.

Os autores esclarecem que a diminuição no estresse não foi devido à natureza doce do chocolate, mas devido ao conteúdo do cacau, uma vez que o chocolate branco (que não contém cacau), não demonstrou o mesmo efeito sobre o estresse que os chocolates amargo e ao leite. 

“Há uma forte possibilidade de que o consumo de chocolate, alimento rico em antioxidantes fenólicos, possa ter agido através de uma modulação do estado oxidativo, que é o reforço endógeno da defesa antioxidante, e subsequente redução do estresse oxidativo”, afirmam os autores.

Autora: Alweyd Tesser
Fonte: Nutritotal

Quer receber dicas do seu celular?
Envie uma Mensagem, via WhatsApp, Telegram ou Viber para +55 24 992958194 com seu nome completo.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Consumo de Peixes Durante a Gestação Melhora a Formação Neurológica do Feto

Quero hoje reforçar um assunto que sempre "frisei" em todos os meus atendimentos, em especial, a todas as gestantes que passam ou já passaram pelo meu consultório:

O consumo regular de peixes, pelo menos 2 (duas) ou 3 (três) vezes por semana. Além de saudável e saboroso, é importantíssimo para a formação do feto nos primeiros meses. Assim, leiam a matéria abaixo e vejam como é importante.

Peixe Grelhado e Salada, uma combinação excelente.
Resultados de uma revisão sistemática publicada na revista Nutrients demonstram que a ingestão de peixe durante a gravidez está associada a resultados positivos sobre o desenvolvimento neurológico do feto.

Com o objetivo de avaliar criticamente a literatura sobre o consumo de peixe por mulheres grávidas em associação com os resultados do desenvolvimento neurológico no feto, pesquisadores australianos conduziram uma revisão sistemática de artigos de periódicos publicados entre janeiro de 2000 e março 2014.

Os resultados apontam uma associação entre o consumo de uma ou mais porções de peixe por semana durante a gravidez e melhores resultados no desenvolvimento neurológico do feto. O mecanismo responsável pela associação não foi esclarecido, mas os autores afirmam que as grávidas que consomem peixes regularmente têm níveis elevados de ácidos graxos ômega-3 no sangue, e que esses ácidos graxos são essenciais durante todo o ciclo da vida para o desenvolvimento e funcionamento normal do cérebro. 

O tecido cerebral é predominantemente composto de lipídeos, incluindo os saturados, monoinsaturados e poli-insaturados. Dentre os ácidos graxos poli-insaturados, o ômega-3 corresponde por cerca de 10 a 20% do total da composição de ácidos graxos no cérebro, pois são componentes estruturais fundamentais das membranas de neurônios e também estão envolvidos na bioquímica do desenvolvimento e processos cerebrais e neuronais do sistema nervoso central.

“Com base nos resultados desse estudo, a recomendação atual para o consumo de duas a três porções de peixe por semana parece adequada”, concluem os autores.

Autora: Alweyd Tesser
Fonte: Nutritotal

quarta-feira, 25 de março de 2015

Exercícios Protegem o Pâncreas e Reduzem a probabilidade de desenvolvimento de Diabetes

Um estudo conduzido na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) demonstrou que uma substância secretada pelos músculos em resposta ao exercício físico – a interleucina 6 (IL-6) – aumenta a sobrevivência das células pancreáticas produtoras de insulina em um modelo de diabetes do tipo 1. Os resultados foram divulgados em artigo publicado no The FASEB Journal.
“Acredito que não poderemos usar diretamente a IL-6 como tratamento, pois ela apresenta múltiplas ações e, dependendo do contexto, pode ter ação anti ou pró-inflamatória. Talvez possamos encontrar um análogo com efeito terapêutico”, afirmam os autores.

Autora: Alweyd Tesser
Fonte: Nutritotal

Dicas sobre como controlar o desejo por alimentos calóricos que destroem o tratamento nutricional e seus objetivos

DOCES
Os desejos por comida estão ligados a privação, quanto mais as pessoas tentam evitar ou resistir a esses alimentos, pior se tornam seus desejos.
A dica é: consuma frutas secas, como manga, nectarina ou ameixa seca. Elas levam tempo para serem consumidas e suas calorias não são muitas.

QUEIJO
Esta chegando o inverno e com ele o consumo de alguns queijos mais "calóricos". E, de repente surge aquele convite para comer queijos e vinho e já abriu um sorriso? 
A culpa não é sua. A cultura e o ambiente em que está envolvido são os principais responsáveis pelo desejo de ingerir o derivado do leite. 
Para resistir à tentação, procure pela versão light do alimento, como o parmesão ralado, que pode ser colocado em saladas. Se não for possível, a melhor dica é: não exagere! Não coma como se não houvesse amanhã.
Coma para viver, não viva para comer.

CARBOIDRATOS
Os carboidratos são a fonte de combustível do corpo, então quando estamos cansados, eles são a primeira coisa que agarramos. 
Então, se você "ouvir" um macarrão te chamando, talvez seja hora de repensar seu sono.
Mas se mesmo descansado você não resistir ao desejo, prefira versões mais saudáveis de carboidratos, como macarrão de trigo integral, quinoa ou aveia, e frutas como banana.

FAST FOOD
Em momentos de estresse é comum buscar por alimentos calóricos produzidos por empresas de fast food. 
Quando isto acontecer, tente consumir alimentos ricos em fibras, como o espinafre, que diminui a fome hedônica (termo para desejo por pratos calóricos) em até 95%.