terça-feira, 4 de agosto de 2015

O Que Aconteceria se Cortássemos o Açúcar da Dieta?

Bolachas, biscoitos, doces, bolos, sorvetes, pães, panquecas, molhos, refeições pré-confecionadas, iogurtes, sucos ‘naturais’, refrigerantes, e muito mais. O açúcar está presente na grande maioria dos alimentos ingeridos diariamente, seja camuflado ou completamente à vista.
O açúcar está presente em diversos alimentos e, muitas vezes, em quantidades muito superiores a alguns alimentos comumente doces.

É considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o veneno do século XXI e um dos maiores vícios da atualidade, colocando em causa a saúde e o bem-estar das crianças., uma vez que pode mesmo causar dependência.

Acha que conseguiria passar um ano sem consumir açúcar? E como reagiria o seu corpo a esta restrição?

Após uma semana sem consumir açúcar os níveis de energia começam a cair, a desmotivação aumenta assim como a mudança de humor e a irritação. É possível verificar-se uma ligeira perda de inchaço assim como uma melhor qualidade de sono.

À segunda semana sem açúcar, o corpo começa a voltar a ter energia assim como os níveis de concentração melhoram. Verifica-se, ainda, uma ligeira perda de peso.

Já sem oscilações, a energia e o humor voltam ao estado normal passado um mês e, para quem consumia chocolate regularmente, é visível uma perda da percentagem de massa gorda, e um ligeiro emagrecimento. Passado um mês de restrição que o corpo começa a não ‘pedir’ por doces.

Ao terceiro mês sem açúcar, os níveis de colesterol mau, glicemia e triglicéridos tendem a cair. Ao contrário da disposição física e qualidade de sono, que aumentam. A perda de peso e gordura fica mais notória.

Não consumir este alimento durante seis meses faz com que o bem-estar e saúde geral melhorem e os riscos de câncer caiam, uma vez que o corpo se tornou já ‘resistente’ aos doces.

E passado um ano sem que o açúcar fosse presença na alimentação, os riscos de problemas cardíacos, Diabetes e obesidade reduzem a olhos vistos. Os benefícios conseguidos nos períodos anteriores mantêm-se e além de ganhar anos de vida, a pessoa fica ainda mais ativa, enérgica e bem-humorada.





Fonte: Pavablog

Nenhum comentário: